Moda Novidades

Entendendo o Ciclo de Vida de um Produto

Saiba quais as etapas do ciclo de vida de um produto e a importância para o seu negócio

Você já parou para pensar que um produto tem um ciclo de vida muito parecido com o ciclo de uma vida orgânica? (como de seres humanos, plantas, animais, etc.). Nunca pensou, não é? Bom, então você está no lugar certo para entender melhor sobre isso.

Continue lendo que nesta postagem você vai saber o que é o ciclo de vida do produto e a importância para a sua loja de se entender como ele funciona.

O que é o ciclo de vida de um produto?

Como falamos anteriormente, todo produto tem um ciclo de vida que é muito parecido com um ciclo de vida orgânico ― como o de um ser humano, por exemplo.

Nos anos 90, o termo “ciclo de vida” surgiu a partir da pesquisa e análise do economista Theodore Levitt. Ele sugeriu que os produtos (basicamente, de qualquer tipo) têm o mesmo ciclo dentro de um negócio e que, entender cada uma das etapas é muito importante para estratégias de desenvolvimento, vendas e afins.

Essas etapas do ciclo são sequenciais, que significa: só é possível avançar para a próxima etapa após realizar direitinho a etapa anterior. Já que não faz sentido partir para estratégias de “crescimento” sem antes garantir que o produto foi muito bem “desenvolvido”.

O ciclo de vida de um produto pode ser dividido em cinco etapas.

  1. Desenvolvimento

Essa primeira etapa, muitas vezes, nem é considerada uma etapa (por isso, você pode encontrar “quatro etapas do ciclo de produto” ou “cinco etapas do ciclo de produto”). Porém, ele é tão importante quanto qualquer um dos outros processos. Assim como um ser humano, o produto deve passar por uma fase de “gestação” que tem que ser bem cuidada e planejada para que já comece tudo certo.

  1. Introdução

Assim que seu produto estiver pronto para ser lançado, esse é o momento! Depois de desenvolvido, o produto vai passar por uma fase de Introdução que é uma fase de testes e aprimoramento inicial, para saber se ele vai despertar o interesse do público e ter sucesso no mercado. Ele deve ser refinado até atingir um ponto sustentável.

  1. Crescimento

Nesta etapa, o investimento no produto ainda é alto, mas, apesar de ainda haverem melhorias a serem feitas, ele já está pronto para chegar ao máximo de consumidores possível.

  1. Maturidade

Nesta etapa, o produto já tem uma proposta de valor mais consolidada e já converte muito bem em vendas. Agora, já é mais difícil encontrar melhorias a serem feitas que justifiquem grandes investimentos. Essa etapa é excelente o resultado financeiro.

  1. Declínio

Após uma etapa bem longa e com muitos retornos positivos, entraremos na etapa final do ciclo de vida de um produto. O declínio é uma etapa que chegará uma hora ou outra, o tempo, claro, vai variar muito de produto para produto. Apesar do nome, essa etapa pode ser considerada para análise do porquê o produto caiu em declínio. Os motivos podem ser os mais diversos: novos concorrentes, muito esforço para melhorar um produto que já não retorna tão bem, etc.

Consegue ver as semelhanças entre o ciclo de vida de um produto e de um ser humano, por exemplo?

Por isso, é importante estar sempre atento com os produtos que vão caindo em desuso e com os produtos que vão surgindo mês após mês. Novos produtos surgem, os antigos vão embora e, assim, segue o ciclo de vida.